sexta-feira, 20 de maio de 2016

Peito de frango recheado com farinheira



O meu irmão veio almoçar cá a casa e eu, anfitriã top fiz uma mega almoçarada para o rapaz).

Na verdade, o meu irmão veio almoçar cá a casa e eu aproveitei que ele está a tirar um curso de restauração para ser ele a tratar do almoço... foi isso!

E o almoço foi peitos de frango recheados com farinheira acompanhados com puré de batata (sem noz moscada, tal como eu gosto!).

Os peitos de frango foram abertos ao meio, recheados com a farinheira , novamente fechados e temperados com tomilho e alho picado.

Depois foi só levar ao forno, numa travessa com um fio de azeite e óleo, a 180ºc até ficarem bem cozinhados.


quinta-feira, 19 de maio de 2016

Croquetes de lentilhas vermelhas e alheira



Já há algum tempo que tinha uma embalagem de lentilhas vermelhas para gastar. Como gosto de ter sempre algumas refeições congeladas, decidi transformá-las em croquetes de lentilhas. É sempre bom ter alguns croquetes prontos a usar para uma refeição mais rápida

Ingredientes:

500g de lentilhas vermelhas
1 cebola pequena picada
3 dentes de alho picados
1 alheira
120g de ervilhas descongeladas
100g de pão ralado aromatizado (usei pão ralado com queijo parmesão, cebolinho, salsa e alho)
sal
pimenta
cominhos em pó
farinha
ovo
salsa
azeite
pão ralado com açafrão das índias e queijo parmesão


Modo de preparação:

- Colocar as lentilhas de molho algumas horas.
- Cozer as lentilhas em água com sal. 
- Escorrer bem toda a água das lentilhas. Reservar.
- Cortar as pontas da alheira e colocar no microondas durante minuto e meio.
- Aquecer um fio de azeite num tacho e juntar a cebola e o alho. 
- Quando a cebola já estiver mole, adicionar as lentilhas, as ervilhas e a alheira. 
-  Juntar o pão ralado e envolver bem.
- Temperar com sal, pimenta, cominhos e salsa picada a gosto.
- Com as mãos enfarinhadas, formar croquetes e passar por farinha, ovo batido e pão ralado.
- Fritar no cesto de snacks da actifry com umas borrifadelas de óleo ou em óleo quente.


Rendeu 50 croquetes com cerca de 30g cada


quarta-feira, 18 de maio de 2016

Seitan caseiro




Pelo aspecto das fotos esta podia muito bem ser a receita de um monstro do pântano, mas não ... é mesmo seitan caseiro.

A primeira vez que experimentei fazer uma receita com seitan, utilizei seitan de compra e odiei! O sabor, a textura e o cheiro... tudo me desagradou. 

Decidi dar uma segunda oportunidade ao seitan e dessa vez optei por fazer em casa. Ainda tinha a minha ajudante de cozinha (Yämmi) que fez praticamente tudo sozinha e correu bastante bem. Quer o sabor quer a textura ficaram óptimos.


Desde essa altura que o seitan passou a fazer parte da nossa alimentação e comecei sempre a ter no congelador algumas doses.

Agora sem a minha ajudante de cozinha, decidi experimentar adaptar a receita da Yämmi para o tacho. No final gostei ainda mais da consistência do seitan, ficou rijinho como eu gosto, óptimo para fatiar.


Ingredientes:

250g de glúten de trigo (comprei no celeiro)
20g de farinha de centeio
1 cebola grande finamente picada
4 dentes de alho picados
6 c.sopa de molho de soja
azeite
sal
pimenta
2 c. sobremesa rasas de açafrão das índias
2 c. sobremesa rasas de caril
10g de gengibre fresco picado
300ml de água
óleo
água
1 folha de louro



Modo de preparação:

- Aquecer um fio de azeite numa panela funda.
- Adicionar o gengibre, o molho de soja, os alhos e a cebola.
- Deixar cozinhar, até a cebola ficar macia.
- Adicionar o glúten de trigo e a farinha de centeio.
- Ir juntado a água até se formar uma bola.

Para a cozedura correr bem e o seitan não se agarrar ao fundo da panela, optei por cozê-lo naqueles acessórios para cozer massas, pincelado com óleo. Adicionei água até cobrir o seitan e deixei cozinhar cerca de 50 minutos.  Esta água de cozedura foi temperada com molho de soja, sal, pimenta e 1 folha de louro.

Depois é só deixar o seitan no acessório para cozer massas a escorrer e deixar arrefecer.

O seitan pode ser congelado em porções ou conservado no frigorífico na água da cozedura.


Idealmente o seitan deve ser temperado de um dia para o outro. Desta vez temperei com:

- vinho branco
- sal
- pimenta
- caril
- cominhos
- gengibre em pó
- coentros secos
- paprika fumada

Fiz um caril de seitan, ao qual juntei desta vez, meia maçã finamente fatiada. Ficou óptimo!




terça-feira, 17 de maio de 2016

Bolachas de queijo e azeitonas pretas

Assim que vi a receita das Bolachinhas de queijo ,papoila e sementes de sésamo do blog Prata da Casa, soube que tinha de correr para a cozinha e pôr as mãos na massa. E assim foi!

As bolachas ficam óptimas! Super viciantes!

Fiz apenas duas alterações: juntei azeitonas pretas picadas e em vez de sementes de papoila usei sementes de chia.




Ingredientes:

220g de farinha fina com fermento
80g de margarina com sabor a manteiga à temperatura ambiente
80g de azeitonas pretas descaroçadas e grosseiramente picadas
80g de queijo ralado flamengo
1 colher de chá de flor de sal
1 ovo
Sementes de sésamo e de chia

Modo de preparação:

- Misturar bem todos os ingredientes com excepção do ovo e das sementes, até obter uma massa homogénea
- Formar um rolo com a massa e enrolar em papel vegetal.
- Colocar no frigorífico até o rolo ficar mais rijo.
- Pincelar com o ovo batido e envolver na mistura de sementes.
- Voltar a colocar no frigorífico cerca de 30 minutos.
- Cortar o rolo em fatias e dispor num tabuleiro forrado com papel vegetal.
- Vai ao forno pré-aquecido a 150ºc até  as bolachas ficarem douradas.



segunda-feira, 16 de maio de 2016

Bolinhas de farinheira e arroz

Restos de arroz transformados no melhor petisco do mundo :P



Ingredientes:

restos de arroz (aprox. umas 3 doses)
1 farinheira grosseiramente picada
2 ovos
coentros picados
farinha
pão ralado aromatizado com alho e salsa


Modo de preparação:

- Envolver bem o arroz com a farinheira, um ovo e os coentros.
- Com as mãos enfarinhadas moldar bolinhas.
- Passar pela farinha, pelo ovo batido e finalmente pelo pão ralado.
- Fritar as bolinhas, cerca de 12 minutos na cesta de snacks da actifry ou em óleo até ficarem douradas.

Rendeu 17 bolinhas com cerca de 40-45g cada.


UPDATE

É assim que as bolinhas ficam por dentro:


Experimentei congelar algumas. Estava com algum receio que o arroz cozido, depois de descongelado ficasse com uma textura esquisita, mas não! Ficaram óptimas!

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Cubos de tamboril com amêijoas



Ingredientes:

500g de tamboril em cubos
400g de amêijoa vietnamita
1 c.chá de chilli em flocos
2 c. sobremesa de pasta de pimentão
1 limão
3 dentes de alho picados
sal
pimenta
coentros
1/2dl de vinho branco
azeite

Modo de preparação:

- Temperar o tamboril com a pasta de pimentão e sumo de meio limão.
- Aquecer um fio de azeite numa frigideira funda e juntar os cubos de tamboril. Cozinhar durante 5 minutos.
- Juntar o alho, as amêijoas e o vinho.
- Tapar e deixar cozinhar alguns minutos.
- Regar com sumo de 1/2 limão e temperar com sal e pimenta.
- Cozinhar mais alguns minutos.
- Polvilhar com coentros picados.

Acompanhei com puré de couve-flor e brócolos muito simples. Só com couve-flor,e brócolos cozidos e temperado com sal e pimenta.


quarta-feira, 11 de maio de 2016

Tapioca com puré de morangos




Ingredientes:

60g de tapioca granulada
200 cl de água
50g de coco ralado
1/2 pau de canela
1 estrela de anis
500cl de leite de soja

Modo de preparação:

- Colocar a tapioca de molho nos 200cl de água.
- Deixar repousar até a tapioca absorver toda a água - cerca de 1 hora.
- Numa frigideira tostar o coco ralado até ficar dourado. Reservar.
- Num tacho, ferver o leite juntamente com o pau de canela, a estrela de anis e metade do coco ralado tostado.
- Retirar do lume e deixar arrefecer.
- Retirar o pau de canela e a estrela de anis.
- Colocar o leite novamente ao lume juntamente com a tapioca hidratada. Deixar cozinhar em lume brando até a tapioca ficar com uma textura gelatinosa.

Aproveitei que tinha alguns morangos congelados e coloquei-os em lume brando juntamente com uma colher de sopa de açúcar mascavado, até ficarem reduzidos a puré.

Servir a tapioca com o puré de morangos e o restante coco ralado torrado.

Fica bom quer quente, quer frio.