quarta-feira, 18 de maio de 2016

Seitan caseiro




Pelo aspecto das fotos esta podia muito bem ser a receita de um monstro do pântano, mas não ... é mesmo seitan caseiro.

A primeira vez que experimentei fazer uma receita com seitan, utilizei seitan de compra e odiei! O sabor, a textura e o cheiro... tudo me desagradou. 

Decidi dar uma segunda oportunidade ao seitan e dessa vez optei por fazer em casa. Ainda tinha a minha ajudante de cozinha (Yämmi) que fez praticamente tudo sozinha e correu bastante bem. Quer o sabor quer a textura ficaram óptimos.


Desde essa altura que o seitan passou a fazer parte da nossa alimentação e comecei sempre a ter no congelador algumas doses.

Agora sem a minha ajudante de cozinha, decidi experimentar adaptar a receita da Yämmi para o tacho. No final gostei ainda mais da consistência do seitan, ficou rijinho como eu gosto, óptimo para fatiar.


Ingredientes:

250g de glúten de trigo (comprei no celeiro)
20g de farinha de centeio
1 cebola grande finamente picada
4 dentes de alho picados
6 c.sopa de molho de soja
azeite
sal
pimenta
2 c. sobremesa rasas de açafrão das índias
2 c. sobremesa rasas de caril
10g de gengibre fresco picado
300ml de água
óleo
água
1 folha de louro



Modo de preparação:

- Aquecer um fio de azeite numa panela funda.
- Adicionar o gengibre, o molho de soja, os alhos e a cebola.
- Deixar cozinhar, até a cebola ficar macia.
- Adicionar o glúten de trigo e a farinha de centeio.
- Ir juntado a água até se formar uma bola.

Para a cozedura correr bem e o seitan não se agarrar ao fundo da panela, optei por cozê-lo naqueles acessórios para cozer massas, pincelado com óleo. Adicionei água até cobrir o seitan e deixei cozinhar cerca de 50 minutos.  Esta água de cozedura foi temperada com molho de soja, sal, pimenta e 1 folha de louro.

Depois é só deixar o seitan no acessório para cozer massas a escorrer e deixar arrefecer.

O seitan pode ser congelado em porções ou conservado no frigorífico na água da cozedura.


Idealmente o seitan deve ser temperado de um dia para o outro. Desta vez temperei com:

- vinho branco
- sal
- pimenta
- caril
- cominhos
- gengibre em pó
- coentros secos
- paprika fumada

Fiz um caril de seitan, ao qual juntei desta vez, meia maçã finamente fatiada. Ficou óptimo!




3 comentários:

  1. Eu costumo dizer que é possível fazer tudo é mais alguma coisa em casa, mas seitan nunca pensei! Tenho de experimentar! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vais ficar agradavelmente surpreendida. É muitooo melhor que o seitan de compra. Fatiado fininho e frito num pouco de azeite fica tãoo bom!

      Eliminar
  2. Deve ser uma experiência muito gira! Fiquei curiosa, tenho de experimentar :D

    ResponderEliminar